Apesar de o solstício de verão ter sido no final do mês passado, eu ainda não fechei completamente o meu armário-cápsula de verão. Tenho tido um pouco de dificuldade de lidar com roupas, especialmente a compra delas, nesse período de emagrecimento que estou, mas aparentemente agora descobri uma maneira legal de lidar com as peças. Por isso, retomei a ideia do armário-cápsula de verão. O primeiro passo foi separar o que não tinha a ver com o verão, para poder doar ou armazenar em outro lugar.

Simplesmente abri o meu guarda-roupa e, categoria por categoria, fui separando aquilo que não tinha a ver com a estação. Ou são roupas mais quentes, ou não servem mais, ou ficam feias. Acho que duas perguntas simples ajudam a decidir se uma peça deve ficar ou ir embora:

  • Você usou essa peça no último verão?
  • Essa peça fica bem em você ou faz você se sentir bem?

Porque se eu não usei ou a peça não serve em mim, ou não gosto dela, não há motivo para mantê-la. Simples assim.

Peças de frio que separei para guardar em outro lugar. A gente acha que não influencia, mas influencia muito no espaço e na visualização das outras!

Eu tenho, sinceramente, peças que são curingas e estão em todos os meus armários-cápsula. Pretendo fazer um post sobre elas futuramente. Então o que eu costumo variar são peças bem pontuais para frio ou para calor mesmo, trazendo uma ou outra novidade, sempre evitando comprar sem necessidade.

Outro parâmetro que me ajudou a destralhar foi definir uma paleta de cores para o armário da estação. Optei por cores de inspiração navy: branco, vermelho, azul marinho e preto. Também acrescentei o rosa, que venho incorporando desde o armário de primavera e tenho gostado de usar. Então está uma cartela legal, que me ajuda a separar o que for verde, por exemplo, porque talvez não tenha a ver com o que quero no momento.

Peças de inverno devidamente guardadas na parte de cima do guarda-roupa até o próximo armário-cápsula (outono), quando farei uma nova revisão das peças.

O legal de fazer esse exercício é que descobri algumas coisas que preciso providenciar:

  • Mais algumas caixas para armazenamento na parte superior do armário
  • Pijamas de calor
  • Uma calça branca ou azul marinho sem ser jeans
  • Blusas sem manga em cores neutras, como branco, creme e cru
  • Cardigan leve creme

Se eu for comprar roupas este mês para o armário-cápsula, então, serão essas opções. De resto, me considero bem servida, para as necessidades que eu tenho.

Separei para doar algumas blusinhas e um trench-coat creme que nunca me vestiu bem, mas que eu guardava “porque era da Zara”, e agora que está grande eu aposentei de vez.

Foi ótimo fazer esse destralhamento, que me ajudou a liberar espaço no guarda-roupa para que ele fique mais arejado mesmo, adequado à estação atual. Assim, consigo focar melhor nas peças que posso e quero usar na época de calor.

5 COMMENTS

  1. Oi Thais.
    Comecei o armário cápsula nessa estação.
    Minhas cores são bem parecidas com as suas, hahaha. Azul marinho, azul jeans (mais claro), cinza, off-white, laranja escuro e salmão. Posso dizer que fiquei muito feliz com as minhas escolhas e que elas combinam muito bem entre si.
    O que me ajudou a escolher também foi pesquisando muito sobre análise cromática e vendo como as cores lidavam com meu tom de pele.
    Abraços!

  2. Olá Thais, estou acompanhando seu blog, o que tem me ajudado muito. Gostaria de comentar o que senti ao fazer o armário-capsula. Quando separei as roupas de inverno e as guardei, não as vi durante todo o verão, me esqueci completamente que as tinha. Mas quando chegou o inverno e as recoloquei novamente no armário foi como se estivesse de armário novo, roupas novas, então, aquela sensação “não tenho roupa” foi minimizada e pude comprar apenas aquilo que realmente precisava. Achei muito boa esta nova percepção do meu armário. Um grande abraço.

  3. Oi Thais.

    Eu venho implementando o armário cápsula há algum tempo, mas não consigo escolher uma paleta de cores pq adoro todas, tento ter uma peças de cada cor básica e jogo com acessórios.
    O que ainda é dificil pra mim, mas que estou conseguindo, é não comprar por impulso.
    Obrigada pelo teu trabalho, mudou e tá mudando a minha vida pra muito melhor.

    Beijos

  4. Oi Thais!
    Tenho dois impasses quando destralho o guarda roupas: peças que ficam apertadas (estou acima do meu peso ideal e planejo emagrecer, então pretendo usá-las novamente) e peças mais sofisticadas que não tenho mais usado pois estou trabalhando em casa (sou artesã e o trabalho envolve pintar, lixar…as vezes acontecem acidentes ?).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here